Publicado em: 18 de fevereiro de 2018
Jesus venceu as tentações

Para: Domingo, 18 de fevereiro de 2018

Texto: Lucas 4.1-13

“Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do rio Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto.” (Lc 4.1)

“Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do rio Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto” (Lc 4.1). Lá, ele foi tentado pelo Diabo. Visto que Jesus dá o seu Espírito à sua igreja por meio da Palavra, Batismo e Santa Ceia, não é de se espantar que a vida de todo cristão também seja de lutas contra as tentações do maligno.

As formas pelas quais somos tentados não são novidade. O Diabo nos tenta hoje da mesma forma que tentou Jesus. Ao desafiar Jesus a transformar pão em pedra, o Diabo queria quebrar a sua confiança de que o Pai supriria as suas necessidades. Ao citar o Salmo 91, dizendo para Jesus se jogar do pináculo do Templo, o Diabo queria que ele buscasse provas da proteção do Pai além da Palavra de Deus. Ao mostrar a Jesus todos os reinos do mundo e lhe prometer poder e riqueza, o Diabo deixa claro que quer roubar a adoração que devemos dar somente a Deus.

Hoje nós somos tentados com as ansiedades sobre o que haveremos de comer e vestir; com as promessas de falsos mensageiros que prometem coisas falsas e ilusórias; com o desejo de ter o que agrada aos olhos, com a cobiça, avareza, poder e a glória que o mundo pode nos dar.

Mas há consolo. Jesus não caiu em tentação. Se somos tentados pelo fato de o Espírito Santo nos unir a Jesus, somos também vencedores por estarmos unidos com Jesus. O Espírito Santo nos une, pela fé, à vitória de Jesus sobre o Diabo e as tentações. Jesus venceu a tentação em nosso lugar. Se você cair em tentação, olhe para aquele que venceu a tentação por você: Jesus. Nele há perdão e vitória. Nas tentações não estamos sozinhos, o Espírito Santo nos fortalece e Jesus nos salva.

Oremos: Querido Deus, é confortador saber que Jesus venceu por mim as tentações. Que o teu Santo Espírito me fortaleça para a luta contra o Diabo, o mundo e a carne. Fortalece sempre mais o laço que me une ao meu Salvador. Amém.