Publicado em: 28 de janeiro de 2020
Fazer o que agrada a Deus 

Para: terça-feira28 de janeiro de 2020
Texto:  

“Em todas as coisas sejam fiéis ao Senhor, nosso Deus.” (Dt 18.13) 

Quando se quer presentear alguém, procura-se escolher um presente que possa agradar. Ele pode alegrar, como também pode nada significar ou até mesmo ofender quem o recebe. O presentear tem a ver com os sentimentos de um para com o outro.  

Podemos falar da vida cristã como uma oferta a Deus em que se pretende oferecer a ele o melhor e também aquilo que lhe agrade. O culto ao Deus verdadeiro é diferente de outros cultos. Em outros cultos não cristãos, os adoradores oferecem o que eles imaginam ser uma oferta agradável ao deus criado segundo a sua imaginação. O Deus verdadeiro é o criador e os adoradores são as criaturas. Ele, por direito, determina o que lhe agrada. As suas criaturas acertam quando procuram conhecer melhor a sua vontade e direcionar a sua vida segundo os preceitos divinos.  

A Bíblia Sagrada é o livro em que Deus se revela. Estudando-a passamos a conhecer melhor a Deus e também aprendemos as suas orientações para a nossa vida. Deus não tem interesse em maltratar os seus filhos, mas em lhes proporcionar uma vida digna, feliz, segura e livre de amarras e fracassos. Ele quer ser o único na vida dos seus filhos e deseja que sejam seu povo fiel. Agradar a Deus, fazendo o que ele recomenda, traz benefícios e enobrece a vida dos seus seguidores porque a sua vontade é totalmente tomada pelo amor. Amor que o fez enviar seu Filho Jesus para morrer por nossos pecados. 

Ofende a Deus quem se vale dos caminhos do misticismo para se proteger, uma vez que ele, aquele que tem todo o poder, está sempre disposto a ser escudo e proteção. Com ele não precisamos temer mal algum. Vivamos na presença de Deus, prestando culto somente a ele e fazendo sempre a sua vontade. “Em todas as coisas sejam fiéis ao Senhor, nosso Deus” (Dt 18.13).  

Oremos: Senhor Deus, em ti vivemos, nos movemos e existimos. Tu conheces cada instante de nossa vida e também tudo que está por vir. Faz-me crer que todas as coisas contribuem para o meu próprio bem e que não preciso temer o futuro. Em nome de Jesus. Amém.