Publicado em: 22 de julho de 2022
Tecnologia

O filósofo McLuhan disse que a tecnologia é uma extensão do nosso corpo. Se ele tivesse vivido a tempo de conhecer a Internet e os Smartphones, diria que nós nos tornamos extensões da rede digital. É comum, por exemplo, sentirmos a ansiedade de estar perdendo alguma coisa, seja uma nova curtida no facebook, uma nova publicação de quem seguimos no Instagram ou uma nova mensagem no WhatsApp. Para evitar que a tecnologia nos domine e colonize nossa existência, é bom ouvir o belo poema sobre tecnologia no livro de Jó, capítulo 28. Nele, o progresso humano é descrito como fruto do espírito criativo que Deus nos deu. Assim, como diz Jó, “abrimos canais nas pedras… e trazemos à luz o que está escondido” (28.10-11). Mas, essa criatividade tecnológica deve estar subordinada à sabedoria que Deus nos dá. Assim, o temor e o amor a Deus é o princípio de uma vida centrada em Cristo, em que a tecnologia não nos domina mas é dominada por nós.

Oração: Jesus amado, graças te damos pela criatividade humana. Ensina-nos a usar com sabedoria a tecnologia. Em teu nome. Amém.

Leia em sua Bíblia Jó 28.1-11 – Compartilhe #HoraLuterana