Publicado em: 28 de junho de 2019
Profetas que anunciam paz

Para: sexta-feira, 28 de junho de 2019

Leia em sua Bíblia: Jeremias 28.5-9

“Mas o profeta que profetiza a paz só pode ser aceito como profeta mandado por Deus quando as palavras dele se cumprem.” (Jr 28.9)

No ano 597 a.C. os babilônios haviam levado os primeiros cativos de Jerusalém e colocaram o rei Zedequias no trono de Israel. O rei encontrou problemas e resistência nas pequenas nações do ocidente, inclusive em Judá, onde havia um clima de rebelião no ar. Por ordem de Deus, o profeta Jeremias percorreu as ruas da cidade com uma canga no pescoço, indicando que todos, por ordem de Deus, deveriam submeter-se à Babilônia. Somente assim poderiam evitar a completa destruição.

Essa mensagem não foi bem aceita e provocou conflito com falsos profetas que anunciavam um futuro de paz e prosperidade. Então o profeta Jeremias fez um alerta dizendo que “o profeta que profetiza a paz só pode ser aceito como profeta mandado por Deus quando as palavras dele se cumprem” (Jr 28.9). Entre os falsos profetas, que levianamente anunciavam a paz e a prosperidade terrena, estava Ananias. Ele contradisse Jeremias, quebrou a canga e disse palavras agradáveis que o povo queria ouvir. O tempo mostrou que Ananias estava errado e Jeremias estava certo.

Ainda hoje existem falsos profetas que se ocupam em anunciar paz e prosperidade para o mundo. A respeito deles escreveu o apóstolo João: “Eles falam das coisas do mundo, e o mundo os ouve porque eles pertencem ao mundo” (1Jo 4.5). Os profetas enviados por Deus não estão ocupados em profetizar paz e prosperidade terrenas, mas denunciam o pecado do ser humano e anunciam a paz eterna que vem a nós pelo perdão que Jesus oferece a todos. Nele, o Príncipe da paz, temos a paz.

Oremos: Obrigado, Senhor Deus, pela Bíblia Sagrada. Nela encontro palavras de salvação e de paz eterna. Ajuda-me a colocar o teu reino em primeiro lugar em minha vida. Livra-me do erro e do engano. Em nome de Jesus. Amém.