Publicado em: 01 de março de 2017
ONDE ELE PODE ESTAR?

Quarta-feira de cinzas, 01 de março de 2017

Leia Lucas 2.41-52

“(O menino) Jesus tinha ficado em Jerusalém, e os seus pais não sabiam disso” (Lc 2.43).

 

               Se você tivesse 12 anos de idade, e fosse deixado sozinho em uma enorme capital, aonde você iria?

            Durante três agitados dias, Maria e José tentaram responder a essa pergunta, enquanto procuravam pelo menino Jesus de 12 anos de idade. Estaria ele vagando pelo mercado público, impressionado com as três espetaculares torres de Herodes, o Grande, ou estaria admirando o opulento palácio do rei no extremo norte da cidade? Ele estava assistindo os soldados romanos praticando suas formações militares e exercícios na Fortaleza Antônia? Estaria ele torcendo nas corridas do hipódromo de Jerusalém, naquela mesma trilha de cavalos do filme “Ben-Hur”?

            A verdade é que esses lugares não eram a maior atração para Jesus. Ele estava em um lugar onde nenhum de nós esperaria encontrar um pré-adolescente. No terceiro dia eles o encontraram nos pátios do Templo, fazendo perguntas aos líderes religiosos. Para ele, a coisa mais emocionante era estar na casa do seu Pai, cumprindo a sua grande missão.

            Quando sua mãe perguntou por que ele havia feito isso com eles, a resposta de Jesus deixou José e Maria confusos: “Não sabiam que eu devia estar na casa do meu Pai?” Jesus tinha algo importante a fazer, e ele sabia disso. E tudo girava em torno disso: sua grande missão e nosso futuro eterno. Para abrir os céus para nós ele precisava viver uma vida perfeita, com obediência absoluta. Ele tinha de aprender, compreender e memorizar a Palavra de Deus. Ele tinha de sabê-la completamente. Ele era um Salvador com um objetivo bem definido, em uma missão bem definida.

Oração: Senhor Jesus, obrigado por sua completa dedicação à nossa salvação. Dá-me uma fome assim pela tua Palavra. Amém.

Mensagem da série “Da manjedoura ao túmulo vazio”. Período de Quaresma.