Publicado em: 13 de março de 2019
O vento do Espírito

Para: quarta-feira, 13 de março

Leia em sua Bília: João 3.1-8

“O vento sopra onde quer, e ouve-se o barulho que ele faz, mas não se sabe de onde ele vem, nem para onde vai. A mesma coisa acontece com todos os que nascem do Espírito.” (Jo 3.8)

A chegada de uma tempestade sempre traz preocupação. Não se sabe onde acontecerão estragos, seja pelos raios e trovões, ou pela chuva e granizo, ou pelo tão temido vento. Aliás, a ciência explica que o vento sopra sempre do lugar mais frio para o lugar mais quente, procurando reestabelecer o equilíbrio térmico do planeta. O grande problema, é que muitas vezes ele chega destruidor, levando tudo o que encontra pelo caminho.

A palavra “vento” na língua hebraica também pode ser traduzida por Espírito. Jesus, tendo o perfeito conhecimento da língua, declarou a Nicodemos que “o vento sopra onde quer, e ouve-se o barulho que ele faz, mas não se sabe de onde ele vem, nem para onde vai. A mesma coisa acontece com todos os que nascem do Espírito” (Jo 3.8). Em outras palavras, o Espírito Santo age no coração de quem ele quiser. A sua ação não está limitada a condições ou regras humanas, mas está ligada à promessa do salvador Jesus Cristo, que declarou que não nos deixaria órfãos, mas enviaria aquele que chamara de “Consolador”. Impetuosamente, como uma tempestade, o Espírito Santo manifestou-se no dia de Pentecostes e segue soprando como brisa suave em nossos corações a fim de permanecermos firmes na fé no salvador Jesus.

Como é confortador sabermos que não estamos sozinhos, mas que, pelo santo batismo Deus está presente em nossa vida pela ação de seu Santo Espírito. Permaneçamos confiando nessa certeza. Certeza essa que não surge de pensamentos humanos, mas do coração do próprio Deus que nos amou e salvou em Cristo Jesus.

Oremos: Querido Deus, agradecemos porque o teu Santo Espírito habita em nosso coração e em nossa mente. Ajuda-nos a não ignorarmos a tua voz, e a seguirmos vivendo em novidade de vida. Por Cristo Jesus. Amém.