Publicado em: 03 de maio de 2019
O que é comunhão?

Para: sexta-feira, 3 de maio de 2019

Leia em sua Bíblia: Atos 2.42-47

“E nas suas casas partiam o pão e participavam das refeições com alegria e humildade.” (At 2.46)

No livro bíblico de Atos dos Apóstolos, capítulo 2, temos uma visão muito bonita acerca de como os primeiros seguidores de Cristo viviam. No texto, lemos que havia uma forte união entre os cristãos, que dividiam tudo o que possuíam por seguirem a mesma fé em Jesus. No versículo 46 está escrito que os cristãos “todos os dias, unidos, se reuniam no pátio do Templo. E nas suas casas partiam o pão e participavam das refeições com alegria e humildade”.  Na realidade, havia algo a mais do que uma forte união. Havia comunhão.

Mas o que seria ter comunhão? Desde o início da criação, fomos criados por Deus como seres interdependentes. O ser humano jamais foi uma ilha, e não foi projetado para viver sozinho no mundo. A Igreja é a síntese dessa comunhão e não é por acaso que confessamos no Credo Apostólico que a Igreja é a comunhão dos santos, ou seja, das pessoas que creem em Cristo.

Comunhão não implica apenas em compartilhar o mesmo pão, mas vai além disso. Ter comunhão é viver em uma mesma sintonia e ter harmonia no modo de sentir, de pensar e de agir. Deus tem comunhão consigo mesmo nas pessoas da Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo. Deus quis ter comunhão conosco ao enviar o seu Filho, que se encarnou e viveu entre nós. Ele envia o seu Santo Espírito, que se liga a nós por meio da leitura da Palavra e dos sacramentos. Deus deseja ter comunhão conosco. Por meio do seu amor revelado em Cristo Jesus, ele nos capacita a termos comunhão com ele e com o próximo, a fim de vivermos com alegria e humildade, como os primeiros cristãos viveram.

Oremos: Amado Pai celestial, afasta de mim o engano da autossuficiência. Permite-me visualizar a comunhão que tu tens com as pessoas da Trindade e a comunhão que tens comigo, a fim de que eu possa viver em comunhão com os meus irmãos e irmãs em Cristo. Amém.