Publicado em: 22 de fevereiro de 2019
O Criador ensina a amar

Para: sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Leia em sua Bíblia: Levítico 19.9-18

“Ame os outros como você ama a você mesmo. Eu sou o Senhor.” (Lv 19.18)

Quem lê os livros bíblicos de Êxodo, Levítico e Deuteronômio pela primeira vez fica surpreso com a quantidade de leis e proibições. Algumas sequer fazem sentido para nós devido à distância cultural e histórica. Mas, a chave para interpretar essas proibições encontramos em Levítico 19.18: “Ame os outros como você ama a você mesmo. Eu sou o Senhor”.

O Criador está dizendo: “Eu criei vocês, cuidei, tirei da escravidão no Egito, demonstrei todo meu amor a vocês. Agora, amem os outros e façam o que é bom e justo.” Isso é reforçado no primeiro versículo do capítulo: “Sejam santos, pois eu, o Senhor, o Deus de vocês, sou santo”. Agora, em resposta a esse amor, os israelitas orientariam as suas vidas pela lei de Deus.

Que tarefa difícil para os israelitas e para nós. Lendo literalmente, talvez alguém ouse dizer que cumpre, talvez, uns noventa por cento das leis. Mas, isso não é suficiente. Quem peca por um, peca por todos. A lei de Deus exige perfeição, e estamos longe disso.

Para os cristãos, a partir do que Cristo fez por nós, a lei de Deus tem outra função. Cumprimos a lei como resposta ao amor de Deus, e não para sermos salvos. Os israelitas já faziam parte da Aliança e as suas ações demonstravam a sua compreensão dos termos dessa Aliança: que a salvação era ação de Deus em favor deles.

Que sentido esse texto tem para nós? Como cristãos não permanecemos alheios à situação da viúva, do órfão, do estrangeiro, do necessitado, do surdo, do cego. Não podemos ficar inertes diante da situação do nosso próximo. Pense nisso e engaje-se nos trabalhos de ação social da sua igreja e comunidade. Assim, você estará testemunhando da sua fé e do amor de Deus pelas pessoas.

Oremos: Criador, somos imperfeitos e pecadores. Cria em nós o desejo de amar e ajudar o nosso próximo. Amém.