Publicado em: 29 de janeiro de 2020
O amor edifica 

Para: quarta-feira29 de janeiro de 2020
Texto:  

“O amor nos faz progredir na fé.” (1Co 8.1) 

Não é nenhum exagero afirmar que não existe nada que beneficie e enobreça tanto o ser humano quanto o amor. A inclinação natural de todos é buscar os seus próprios interesses. Enquanto que o amor faz crescer, desperta os melhores sentimentos, promove o bem-estar, buscar somente os próprios interesses frustra, decepciona, sobrecarrega a consciência e distancia as pessoas. 

Não faltam motivos para despertar a rivalidade entre as pessoas. Qualquer motivo pode ser razão para uma disputa. Isso gera divisões. Laços afetivos deixam de existir. Os lares são afetados, casais se separam, a igreja se enche de conflitos. Tudo isso acontece quando o amor não é o que permeia os sentimentos e as ações das pessoas. Somente o amor consegue fazer com que se veja o próximo como alguém importante, que merece cuidado e atenção.  

A questão que permanece é: de que forma esse amor pode ser despertado no coração humano? Ele não é fruto de exercíciosnão resulta de uma filosofia pura e nem é transmitido geneticamente. “O amor nos faz progredir na fé” (1Co 8.1)O amor genuíno, verdadeiro, encontramos em nosso Salvador Jesus. O amor puro, perfeito, é revelado em sua vinda a este mundo, com o propósito único de redimir e salvar quem nunca foi merecedor de tal benefício. Quem implanta esse amor em nós é próprio Deus por meio do Evangelho pela ação de seu Espírito Santo. Na verdade, Deus implanta fé em nosso coração, e essa fé se expressa pelo amor.  

A prática do amor faz progredir na fé. E dessa forma se estabelece um círculo positivo, que edifica, reúne e gera as melhores coisas para a nossa vida. Que Cristo ocupe um lugar decisivo em nossa vida! 

Oremos: Senhor Jesus, entra em minha vida pecaminosa, egoísta e orgulhosa. Purifica-me de tudo que prejudica minha relação com as outras pessoas. Cria em mim um novo coração de compreensão e amor para com o meu próximo. Amém.