Publicado em: 05 de agosto de 2019
Muita fé!

Para: segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Leia em sua Bíblia: Jó 1.13-22

“Nasci nu, sem nada, e sem nada vou morrer. O Senhor deu, o Senhor tirou; louvado seja o seu nome!” (Jó 1.21)

Imagine um noticiário devastador, com tragédias de todos os tipos acontecendo perto da sua casa. Agora multiplique isso por cem. Isso foi o que aconteceu com o personagem bíblico chamado Jó. Vale a pena ler o relato do primeiro capítulo do livro de Jó, do início ao final. A frase que mais se repete é: “Todos eles morreram; só eu consegui escapar para trazer a notícia” (Jó 1.19).

Pobre Jó.  Bois, jumentas, arados, ovelhas, pastores, camelos, empregados, e o principal: filhos e filhas. Tudo se foi num piscar de olhos. Como reage um ser humano em meio a uma tragédia como essa? Busca justiça? Entra em desespero? Reage? Confia?

Jó é alguém diferente e um grande modelo de fé. A sua primeira reação, antes mesmo de escutar os seus amigos, é: “Nasci nu, sem nada, e sem nada vou morrer. O Senhor deu, o Senhor tirou; louvado seja o seu nome!” (Jó 1.21). Respostas como essas não são fáceis de pronunciar. Talvez a nossa primeira reação seja de bronca e de sentimento de injustiça. Jó, até aquele momento, era o homem mais rico de todo o Oriente. E, como nos relata o texto bíblico, Jó “era bom e honesto, temia a Deus e procurava não fazer nada errado” (Jó 1.1).

Qual era o segredo de Jó para tal resposta diante da tragédia? Temer a Deus. Temer na linguagem bíblica não significa ter medo, mas respeito. Respeito significa deixar Deus ser Deus, tanto nas coisas boas quanto nas ruins. Deus se ocupou do nosso principal problema por meio de Jesus Cristo, o único e suficiente salvador, para eliminar o pecado da nossa vida. E continua ocupando-se constantemente de outras coisas que nos prejudicam. Por isso, mesmo nos dias de tragédias, confie.

Oremos: Querido Pai, tu que conheces a nossa vida melhor do que nós mesmos, dá-nos uma fé como a de Jó. Ajuda-nos a vermos as coisas segundo os teus olhos e a tua mente, pois sem dúvida é o melhor a fazer. Amém.