Publicado em: 20 de agosto de 2019
 Mesmo desprezados, nunca perdemos a esperança 

Para: terça-feira, 20 de agosto de 2019
Leia em sua Bíblia: Isaías 51.7-16 

“Eu, o Senhor, sou o Deus de vocês.” (Is 51.15) 

Nas redes sociais não se paga imposto por ofender alguém. O difícil é encontrar uma discussão que não acabe em ofensa. Temos até medo de dar nossa opinião e sermos atacados. Gostamos de ganhar curtidas e elogios. Mas temos pavor da crítica e dos comentários maldosos. Levamos muito a sério a opinião das pessoas. Algumas vezes conseguimos superar reações contrárias. Mas outras vezes, não. Acabamos nos afundando em tristeza e lágrimas. Nessas horas bate um desespero. Gostaríamos de nos esconder. Afinal, queremos sempre ser queridos e amados, nunca desprezados.  

O povo de Israel, no texto de Isaías, capítulo 51, também estava sofrendo por causa do que os outros diziam deles. Eles haviam sido levados para longe de sua terra. Estavam num lugar estranho, sofrendo com ameaças e ofensas. Eram agora prisioneiros, alguns haviam perdido a esperança. Mas Deus não havia esquecido deles. O Senhor manda seu profeta e os faz lembrar de que ele, o Senhor Todo-Poderoso, é o Deus deles: “Eu, o Senhor, sou o Deus de vocês” (Is 51.15). “Vocês são o meu povo diz Deus. Não fiquem com medo das ameaças nem se ofendam com a zombaria. Eu vou salvá-los e levar vocês de volta para casa, e ali vocês viverão felizes para sempre”. 

Há esperança hoje também. Deus continua nos lembrando de que ele nos ama. Jesus foi desprezado e ofendido em nosso lugar na cruz para nos trazer a salvação. A opinião que importa para nós, é a opinião de Deus, o nosso Senhor, que continua dizendo: “Eu sou o Deus de vocês e vocês são o meu povo. 

Oremos: Mesmo se ofendidos ou desprezados, não nos desesperamos, pois tu, ó Senhor, és o nosso Deus e nós somos o teu povo. Nunca nos deixes esquecer dessa verdade maravilhosa. Em nome de Jesus. Amém.