Publicado em: 25 de março de 2019
Enxergando Jesus

Para: segunda-feira, 25 de março de 2019

Leia em sua Bíblia: João 9.1-7

“O cego foi, lavou o rosto e voltou vendo.” (Jo 9.7)

Muitas pessoas não têm ideia de como seria a vida se não pudessem enxergar. Apesar de nos dias atuais os cegos terem praticamente total acesso a quase tudo o que as pessoas que enxergam usufruem, ainda assim, é uma vida cheia de desafios diários. Na época de Jesus, os desafios eram ainda maiores. Cegos, surdos ou pessoas com alguma necessidade especial, muitas vezes estavam fadados a ficarem sentados à beira das estradas esperando alguma ajuda, qualquer que fosse. E nem sempre essa ajuda aparecia.

Em certa ocasião, Jesus ia passando por um caminho e importou-se com um homem que havia nascido cego. A preocupação dos discípulos era saber se aquele homem era cego por causa do seu próprio pecado ou por causa do pecado dos seus pais. E Jesus respondeu: “É cego para que o poder de Deus se mostre nele”. E que poder foi aquele demonstrado por Jesus! Que demonstração de soberania e amor foi aquela!

Para curar o homem, Jesus não foi muito higiênico para os padrões atuais. Ele cuspiu no chão, fez um pouco de lama e passou a lama nos olhos do cego. Então, Jesus mandou o cego lavar-se no tanque de Siloé. “O cego foi, lavou o rosto e voltou vendo” (Jo 9.7). Simples assim!

Ao fazer com que o cego enxergasse novamente, Jesus não apenas curou o homem da cegueira. Ele deu a oportunidade para que aquele homem visse com os seus próprios olhos o poder e a misericórdia de Deus por seus filhos. Ele restituiu a visão e deu oportunidade de salvação para um homem que estava fadado a ficar o resto da vida sentado à beira da estrada, pedindo ajuda aos que passavam.

Enxergando Jesus, o homem agora teria uma vida plena. Uma nova vida. Jesus abriu os olhos do homem para que ele pudesse enxergar, de corpo e alma a salvação.

Oremos: Senhor Jesus, obrigado por abrires os nossos olhos e nos mostrares a tua salvação. Amém.