Publicado em: 04 de setembro de 2019
Dívida de amor

Para: quarta-feira, 04 de setembro de 2019
Leia em sua Bíblia Romanos 13.8-10

“A única dívida que vocês devem ter é a de amar uns aos outros.” (Rm 13.8) 

No início do ano de 2019 dados oficiais mostravam que 60% dos brasileiros tinham algum tipo de dívida e 23% estavam atrasados no pagamento. A maioria provavelmente por causa da crise econômica. Outra crise muito grave que atinge o mundo inteiro é a crise da falta de amor entre as pessoas. Ela tem suas causas não em planos políticos ou econômicos falhos, mas no próprio coração do ser humano. 

Quando Deus criou o mundo e o ser humano como a coroa da sua criação, não havia falta de amor. O homem e a mulher amavam perfeitamente um ao outro e a Deus, seu Criador. No entanto, eles usaram mal a liberdade dada por Deus e acabaram ouvindo a voz do Diabo, inimigo de Deus, tornando-se imperfeitos e incapazes de amar como antes. A primeira grande demonstração desta falta de amor aconteceu quando Caim matou seu irmão Abel por inveja. Desde então, o ser humano vive entre violência, guerras, assassinatos, roubos e tantos outros sinais claros da falta de amor ao próximo. 

O apóstolo Paulo vai na contramão dessa crise, dizendo: “Não fiquem devendo nada a ninguém. A única dívida que vocês devem ter é a de amar uns aos outros” (Rm 13.8). Paulo diz que o resumo dos mandamentos que Deus nos dá em relação ao próximo é: “Ame os outros como você ama a si mesmo”. quem ama os outros não faz mal a eles.Paulo reforça o que Jesus já havia dito: “Assim como eu os amei, amem também uns aos outros. Se tiverem amor uns pelos outros, todos saberão que vocês são meus discípulos” (Jo 13.34-35). Assim, somos incentivados a amar uns aos outros sempre mais, sem limites, condições e exigências, como Deus nos ama. 

Provando o seu amor, Deus enviou seu Filho Jesus que deu sua vida na cruz por todos nós, para que possamos, pela fé nele, voltar a amar a Deus e, movidos e capacitados pelo amor de Cristo, amar uns aos outros.  

 Oremos: Senhor Deus, ajuda-nos a amar uns aos outros com o poder do amor de Cristo que vive em nós. Amém.