Publicado em: 04 de março de 2019
Desassossegos

Para: segunda-feira, 04 de março

Leia em sua Bíblia: Gênesis 3.1-13

“Naquele dia, quando soprava o vento suave da tarde, o homem e a sua mulher ouviram a voz do Senhor Deus, que estava passeando pelo jardim. Então se esconderam dele, no meio das árvores.” (Gn 3.8)

Após a desobediência de Adão e Eva, a Bíblia relata que Deus “estava passeando pelo jardim” quando “soprava o vento suave da tarde” (Gn 3.8). Existe uma bela música de João Chagas Leite que poderia retratar o andar de Deus entre as árvores do Jardim naquela fatídica tarde: “Cada pôr de sol dói feito uma brasa, queimando lembranças, no meu coração”. Deus e o ser humano sabiam que tudo havia mudado. O entrosamento perfeito, a amizade plena entre a humanidade e Deus chegara ao fim. Por essa razão, Adão e Eva se esconderam de Deus. Se antes a caminhada vespertina de Deus Pai trazia ao casal a certeza da presença de um amigo, agora causava medo aos dois. Pois eles sabiam que o pecado os afastava do Deus Santo.

Nós também estamos afastados de Deus. Se encararmos a nossa vida sem hipocrisia, constatamos que estamos muito longe da perfeição e da santidade. Por essa razão, a ideia da presença de Deus causa mais medo do que segurança.

Esse afastamento só foi resolvido em uma outra tarde, ainda mais dramática! Às três horas da tarde de uma sexta-feira Jesus morreu, entregando o seu espírito nas mãos de Deus Pai. Ele suportou dor, sofrimento e morte para nos reconciliar com Deus, perdoando os nossos pecados. Não precisamos mais nos esconder de Deus! Em Jesus nós temos a presença de Deus que morre no meio da tarde para nos salvar e que ressuscita numa manhã de domingo para mostrar que haverá um dia em que as trevas não mais existirão.

Oremos: Querido Deus, como é bom perceber que a sua presença em minha vida é sinal de amor e perdão! Grato sou por perdoares os meus pecados e por me amares, mesmo eu sendo tão pecador. Por Jesus. Amém.