Publicado em: 31 de julho de 2019
Chamados para ser filhos do Deus vivo

Para: quarta-feira, 31 de julho de 2019

Leia em sua Bíblia: Romanos 9.22-28

“Nós somos aqueles que Deus chamou, não somente os que são judeus, mas também os não-judeus.” (Rm 9.24)

O apóstolo Paulo apresenta a ira e a misericórdia de Deus, a Lei de Deus que condena o pecador e o Evangelho que o salva. Ele usa como exemplo o povo de Israel, os judeus, a quem Deus por muito tempo “suportou com muita paciência os que mereciam o castigo”. Deus os havia chamado para que fossem seus filhos, seu povo, a sua nação amada. Mas os judeus abandonaram o Deus verdadeiro, desviando dele a sua confiança e a sua fé. E Deus por muito tempo suportou esse povo, com o objetivo de “mostrar como é grande a sua glória, que ele derramou sobre nós”.

No tempo escolhido por Deus, ele derramou a sua glória sobre nós, enviando o seu Filho Jesus ao mundo, para acabar com a separação entre Deus e o ser humano, para restaurar aqueles que em Israel ainda confiavam em Deus e para chamar também os gentios, os que não faziam parte do povo de Israel, para serem filhos do Deus vivo.

É por isso que Paulo cita o profeta Oseias: “Aqueles que não eram meu povo eu chamarei de ‘meu Povo’. A nação que eu não amava chamarei de ‘minha Amada’. E no mesmo lugar onde foi dito: ‘Vocês não são o meu povo’, ali eles serão chamados de ‘os filhos do Deus vivo’.” (Rm 9.25-26).

Você foi chamado pelo Deus vivo para ser seu filho. Isso aconteceu no seu batismo, onde pela água e pela Palavra viva de Deus ele lhe disse: “Você é o meu filho!” Sim, você é filho do Deus vivo! Por isso, não abandone esse Deus, desviando a sua confiança e fé dele. Creia e confie que, em Jesus Cristo, o Filho de Deus, você é chamado para ser filho do Deus vivo, para com ele viver aqui e para sempre. Sim, “nós somos aqueles que Deus chamou” (Rm 9.24).

Oremos: Senhor Jesus, pela tua obediência de Filho ao teu Pai celestial fizeste que pudéssemos também ser filhos do Deus vivo. Ajuda-nos a viver nesta relação toda especial de amor e confiança. Amém.