Publicado em: 01 de setembro de 2019
A vontade de Deus

Para: domingo, 1 de setembro de 2019
Leia em sua Bíblia Mateus 16.21-28

Jesus virou-se e disse a Pedro: — Saia da minha frente, Satanás! Você é como uma pedra no meu caminho para fazer com que eu tropece, pois está pensando como um ser humano pensa e não como Deus pensa.” (Mt 16.23) 

Jesus estava com os olhos fixos em Jerusalém, onde ele deveria sofrer, morrer e, ao terceiro dia, ser ressuscitado, a fim de cumprir a santa vontade do Pai. No entanto, ao falar dessas coisas com os seus discípulos, ele foi repreendido por Pedro. 

Jesus, então, dirigiu-se a Pedro, considerando-o um porta-voz de Satanás. Por quê? Porque o conselho de Pedro impediria Jesus de cumprir o plano de Deus para salvar a humanidade. Dura e enfaticamente, Jesus diz a Pedro“Saia da minha frente, Satanás! Você é como uma pedra no meu caminho para fazer com que eu tropece, pois está pensando como um ser humano pensa e não como Deus pensa” (Mt 16.23). E antes que joguemos pedras neste discípulo, é importante ressaltar que repreensão que Pedro sofreu foi causada por sua dificuldade em enxergar um Cristo que sofreria e morreria. Tal Messias não fazia parte do ensino daquela época e era algo totalmente inimaginável. 

Pedro acreditava genuinamente estar ajudando Jesus ao tentar fazê-lo desistir da ideia de que precisava sofrer e morrer. Entretanto, Jesus mostrou para ele que a vontade de Deus estava muito além dos pensamentos humanos e da razão humana. Muitas vezes, assim como Pedro, nós também não conseguimos entender os caminhos de Deus, e até chegamos a pensar que sabemos resolver as coisas de maneira melhor do que a maneira de Deus. Porém, Jesus sabia que precisava tomar a cruz para nos salvar, e nesse objetivo ele seguiu. Pedro compreenderia essa verdade mais tarde, e também perceberia como esta ação estranha e louca de Jesus trouxe conforto, perdão e paz. 

Oremos: Senhor, ajuda-me a sempre considerar a tua vontade como melhor do que a minha. Obrigado por te dispores morrer para que eu pudesse ser perdoado. Ajuda-me, pelo teu Espírito, a comunicar corretamente a tua santa vontade. Amém.